Terça-feira, 11 de Dezembro de 2018

Buscar  
Variedade

Publicada em 24/11/18 às 13:35h - 105 visualizações
Crânio mais antigo já encontrado no Uruguai ganha rosto
Para os uruguaios, será a possibilidade de conhecer o habitante mais antigo de seu território já encontrado

Vitalidade | Rádio e TV


magem da reconstrução facial a partir de um crânio de 1.600 anos de antiguidade encontrado no Uruguai, realizada pelo brasileiro Cícero Moraes - Museum of Pre-Columbian and Indigenous Art (MAPI)/AFP  (Foto: Vitalidade | Rádio e TV (Divulgação))
Olhos escuros e pele levemente acobreada, maçãs do rosto salientes e uma expressão quase sorridente: assim é o rosto da “avó dos uruguaios” recriado mediante técnicas forenses digitais.

A imagem é projetada em uma parede do Museu de Arte Pré-colombiana e Indígena (MAPI) de Montevidéu, onde o especialista em reconstruções faciais digitais brasileiro Cícero Moraes se prepara para apresentá-la à sociedade.

É o rosto de uma mulher de entre 35 e 45 anos, cujos restos foram encontrados ao leste do que hoje é o território do Uruguai. Viveu há cerca de 1.600 anos e seu crânio é o mais antigo encontrado no país.

Na reconstrução, pegamos o crânio digitalizado em 3D, colocamos marcadores de tecido mole, que são informações estatísticas, e cruzamos estas informações com um modelo anatômico. Depois fazemos uma escultura digital, pigmentamos o crânio para dar cor, colocamos cabelo, e finalmente o apresentamos”, explica Moraes à AFP.

Para os uruguaios, será a possibilidade de conhecer o habitante mais antigo de seu território já encontrado.

“Esta possibilidade de colocar rosto ao que não tem rosto no Uruguai, justamente pelo desaparecimento de grupos indígenas (…), é um marco na história da Antropologia e da Museologia”, explicou Facundo Almeida, diretor do MAPI.

O território do Uruguai foi habitado por indígenas charruas, guenoas, minuanos e guaranis.

Fonte: IstoÉ




Hora Certa

Baixe nosso Aplicativo
Equipe
  • Tony Jose

    Fone:

    Nascido em SobralCE, em 09/05/1975, iniciou os estudos na Escola Profissional São Jose (Mons. Aloysio Pinto) no ano de 1984. Ingressou na radiofonia no ano de 2011 com passagens ...

    veja mais...

Redes Sociais


Mural de Recados



Sem Recados no momento
Publicidade Lateral
Estatísticas
Visitas: 60126 Usuários Online: 40


Chat dos Ouvintes

Digite seu NOME:


Parceiros




Grupo Vitalidade - Associação Beneficente e Cultural Vitalidade
Copyright (c) 2018 - Vitalidade | Rádio e TV - Todos os direitos reservados